segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Obrigada por sua visita! Seu comentário é muito importante para mim. 


Saudades

Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...
Clarice Lispector.
Saudades é algo impossível de nunca sentir
Só não sei  a palavra usada em Pais que não existe
a palavra saudade.
Eu sinto saudade de você de mim ,
sim saudades de mim por tudo ,
que um dia fui para você ..
Saudades tatua nosso coração 
marca nossa alma .
Saudade dói cala nossa voz  vem nosso confinamento
passo viver apenas no silencio...

18 comentários :

✿ chica disse...

Linda poesia e saudades existem tantas!!! Ótima semana! bjs, chica

CHARO disse...

Yo también echo de menos demasiadas cosas de mi vida pero hay qye superarlo y seguir adelante.Besicos

Célia Lima disse...

Oi amiga,eu tbm assim como vc sinto saudades....E muitas,sinto saudades de ti,e no entanto ñ consigo matar a saudade com um simples telefonema,pois ligo e ñ sei o que acontece,sempre dá numero inexistente,ou ocupado.No seu niver liguei 5 vezes,mas sinto que esta bem,se não fosse as saudades né?
Mas que sinto saudades eu sinto.

Bjsss

AMBAR disse...

Si Evanir, "SINTO SAUDADES" de todo lo que pasó por la senda de mi vida, todo queda guardado en mi recuerdo, y preparada sigo adelante el camino.
Un abrazo.
Ambar

Janaína Campos disse...

Belíssimo texto Evanir,
sinto que me identifiquei com diversos trechos.
Saudades é bom ter, quando não prejudica o seu ser!
Uma semana abençoada,
A Casa da Mãe Jana

emanuel moura disse...

Querida afilhada ,saudades quem as não têm ,são tantos os momento vividos que certamente tantas marcas deixam no nosso coração ,infelizmente neste tempo que teima em passar incessantemente nem tudo foram boas recordações ,mas o bom da vida é que o amanha sempre nos dará novos momentos assim é a vida uma eterna transformação a cada dia que passa ,muitos beijinhos querida afilhada ,muito obrigado pelo lindo momento que partilhou.

Ana Pereira disse...

Boa noite
Passei pelo teu cantinho para te dar a conhecer o meu modesto espaço de poesia.
Espero que gostes. Um abraço, Ana Pereira
http://almainspiradora.blogspot.pt/

Cidália Ferreira disse...

Lindo lindo como já nos habituou!


Beijo de boa noite


http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Arione Torres disse...

Oi querida amiga Evanir,
Os amigos verdadeiros são aqueles que vêm compartilhar a nossa felicidade quando os chamamos e a nossa tristeza sem serem chamados.
Vim lhe desejar uma excelente semana, beijos e fique com Deus amiga!!

Guaraciaba Perides disse...

Oi, Evanir, belo e verdadeiro texto de Clarice Lispector, representativo de toda alma humana na saga de sua existência. Parabéns pela escolha!
Um abraço, Paz e Bem!

Débora Teixeira. disse...

Lindo texto sobre saudades!
Sinto saudades de tudo que se foi...
Beijos.

Nal Pontes disse...

Oi Evanir, saudades daqui, lindo está o seu cantinho com essa nova e linda cor.
Linda poesia. Uma noite maravilhosa. Bjs

Denise disse...

love you my friend.

Beatriz Bragança disse...

Querida Evanir
Um sentimento que toda a gente já experimentou, mas que parece que só na Língua Portuguesa é bem expresso!
Parabéns pelos textos! Lindos!
Vamos viver o momento,aproveitar ao máximo o belo dia que temos!
Fique bem.
Um beijinho
Beatriz

Ailime disse...

Olá minha querida e amiga Afilhada Evanir,
O tempo passa e cada vez mais nos remete ao passado e às pessoas ou situações que amámos!
Vamos aproveitar o momento presente e com o que o passado nos legou construir um lindo futuro.
Beijinhos de luz e paz no seu coração.
Com o meu carinho e amizade, sempre.
Ailime

Vikee disse...

Great post

Love Vikee
www.slavetofashion9771.blogspot.com

Odete Ferreira disse...

O que posso acrescentar a esta postagem tão completa?
Apenas isto: era muito bom que se aprendesse a lidar com a saudade, pois ela é inevitável.
BJOS, Evanir :)

Ana Freire disse...

A saudade... dá-nos a medida dos nossos sentimentos...
É inevitável senti-la ao longo da vida... mas também o que nunca nos doer... terá passado sem história, nem marca... pela nossa vida... porque simplesmente não terá sido suficientemente importante...
ÀS vezes a dor, é mesmo a medida de todas as coisas, por muito que nos custe... pois leva-nos a valorizar o que nos falta... que quando tínhamos... se calhar nem teríamos dado a devida importância...
Texto maravilhoso, Evanir! Excelente partilha
Bjs
Ana

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios