sexta-feira, 26 de agosto de 2016


Os céticos que me perdoem, mas se continuo me reerguendo depois de tantos tombos, é por causa da fé que eu tenho em Deus e por saber que nada acontece sem que Ele permita.
Acredito (sim) que cada um colhe o que planta e o que me cabe é ir em busca de um lugar mais bonito.
Semear sentimentos bons pra colher paz de espírito. Enfeitar os meus dias com boas intenções, me voltar pro bem, querer o bem, espalhar o bem.
Abstrair o que me faz mal, manter distância de gente do mal, pedir proteção e seguir em frente. Enfrentar o mundo de cabeça erguida rumo ao melhor que posso ser, na certeza de que estarei sempre amparada por um plano maior e um suporte que os olhos não enxergam, mas o coração consegue sentir. Todos os dias quando acordo e lembro das bençãos que tenho na vida eu olho pro céu e agradeço: Bendita seja a fé que me segura quando não tenho mais forças, que me mantém em pé quando meu mundo desmorona, que me dá asas quando me falta chão. E a Ele que não desiste de mim quando eu mesma estou quase ‘me abandonando’: Gratidão eterna.

(Porque as vontades têm muita força quando andam de mãos dadas com a fé).

Publicado em: Karla Tabalipa

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios