sábado, 31 de março de 2018

                                                               
                                                               
Da esperança, a dor; o sentido oculto que move os pés; o desejo incontido de ver as estradas se transformando, aos poucos, em chegadas rebordadas de alegrias.

Ir; um ir sem tréguas, senão as poucas pausas dos descansos virtuosos que nos devolvem a nós mesmos. Idas que não findam e que não esgotam os destinos a serem desbravados. Passagens; páscoas e deslocamentos.

Eu vou. Vou sempre porque não sei ficar. Vou na mesma mística que envolveu os meus pais na fé, os antepassados que viram antes de mim. Vou envolvido pela morfologia da esperança; este lugar simples, prometido por Deus, e que os escritores sagrados chamam de Terra Prometida. Eu quero. 

O lugar sugere saciedade e descanso. Sugere ausência de correntes e cativeiros...

Ainda que o caminho seja longo, dele não desisto. Insisto na visão antecipada de seus vislumbres para que o mar não me assuste na hora da travessia. Aquele que sabe antecipar o sabor da vitória, pela força de seu muito querer, certamente terá mais facilidade de enfrentar o momento da luta. 

O povo marchava nutrido pela promessa. A terra seria linda. Nela não haveria escravidão. Poderiam desembrulhar as suas cítaras; poderiam cantar os seus cantos; poderiam declamar os seus poemas. A terra prometida seria o lugar da liberdade...

Mas antes dela, o processo. Deus não poderia contradizer a ordem da vida. Uma flor só chega a ser flor depois que viveu o duro processo de morrer para suas antigas condições. O novo nasce é da morte. Caso contrário Deus estaria privando o seu povo de aprender a beleza do significado da páscoa. Nenhuma passagem pode ser sem esforço. É no muito penar que alcançamos o outro lado do rio; o outro lado do mar...

E assim o foi. O desatino das inseguranças não fez barreira às esperanças de quem ia. O mar vermelho não foi capaz de amedrontar os desejantes da Terra, os filhos da promessa. Pés enxutos e corações molhados, homens e mulheres deitaram suas trouxas no chão; choraram o doce choro da vitória, e construíram de forma bela e convincente o significado do que hoje também celebramos. 

A vida cresceu generosa. O significado também. 
Ainda hoje somos homens e mulheres de passagens; somos filhos da Páscoa.

Os mares existem; os cativeiros também. As ameaças são inúmeras. Mas haverá sempre uma esperança a nos dominar; um sentido oculto que não nos deixa parar; uma terra prometida que nos motiva dizer: Eu não vou desistir!
E assim seguimos. Juntos. Mesmo que não estejamos na mira dos olhos. 

O importante é saber, que em algum lugar deste grande mar de ameaças, de alguma forma estamos em travessia...
Padre Fábio de Melo..

15 comentários :

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Evanir!
Uma santa e abençoada Páscoa esteja presente em seu lar e em seu coração!
Bjm festivo de paz e bem

Sandra Figueroa disse...

Saludos...un placer leerte.

Enrico zio disse...

Cara Evanir auguro a te e a chi ti è caro una serena e felice Pasqua.
Volevo scriverti ma tua mail non riceve.
"- These recipients of your message have been processed by the mail server:"
un abbraccio
enrico

Cidália Ferreira disse...

Para o quatro cantos do Mundo : PÁSCOA FELIZ.

Beijinhose um doce e feliz dia de Páscoa.

CHARO disse...

Feliz Pascua de Resurrección amiga.Besicos

Giga disse...

Belo texto. Foi bom ler. Desejo-lhe um segundo dia alegre da Páscoa.

rosa-branca disse...

Olá amiga Evanir, espero que a sua Páscoa tenha sido boa ou o melhor possível. Obrigada pelo seu carinho sempre presente no meu canto. Boa semana e beijos com carinho

Alegria de Viver disse...

Bom dia querida, quanto tempo passei por aqui, como estás? Fique feliz em te verna minha página, sinal que vc está blogando por ai.
Espero que tenhas passado um ótimo momento pascoalino ao lado dos seus amados.
Querida, eu gostaria que vc me indique um designer gráfico, preciso arrumar algumas em meu blog, penso que vc deve conhecer alguém do meio que seja confiável.
Deixo meu carinhoso abraço e votos de uma semana cheinha de saúde , paz e felicidade.

Bjss!

emanuel moura disse...

Maravilhosa partilha querida mãe que Deus cuide e ilumine sempre o nosso caminhar ,querida mãe muito obrigado por esse amor imensurável que me tem ,desejo-lhe um mês de Abril e uma semana muito abençoada ,muitos beijinhos no seu coração ,felicidades

Luísa Fernandes disse...

https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
Oi Evanir, maninha do coração!
Excelente escolha, belíssimo poema de Padre Fabio de Melo. Amei!
Ó Evanir querida que feito é de você, ficamos a meio da conversa nem sequer deu para matar as saudades e por a conversa em dia!
Preciso conversar com você maninha, continuação de semana de Páscoa feliz...te espero no Facebook.
Beijinhos no teu lindo coração, que Deus te guarde e ilumine hoje e sempre.
Da sempre maninha.
Luisa Fernandes

Mariazita disse...

Querida amiga Evanir
Um excelente texto do Padre Fábio de Melo, que muito admiro.

Terei o maior prazer em receber o seu miminho de Páscoa, quando puder fazê-lo. Mas, POR FAVOR, não se preocupe se não conseguir.
Não se diz que "a intenção é que conta" ? Então... houve intenção, certo? E não foi por sua culpa que seu PC entrou em greve... :)))

Espero que tenha tido uma santa e feliz Páscoa, e que os dias prossigam com muita saúde e boa disposição.

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


Maria Rodrigues disse...

Belíssima mensagem.
Que cada um de nós consiga encontrar a sua terra prometida.
Espero que tenha tido uma Páscoa muito Feliz.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Olinda Melo disse...


Olá, Amiga Evanir


Parar é morrer, diz o ditado. Procuremos sempre
os passos que havemos de dar na esperança de
que os dias nos tragam momentos de Felicidade.

Bj

Olinda

Manuel disse...

Querida Evanir, as saudades são muitas e a amizade é grande. Eu estou parado na vida, grandes problemas com a minha mulher doente com Câncer. Andamos numa luta muito grande e difícil. Não esqueci os amigos mas deixei de poder controlar a minha visa. Que tudo te corra bem, minha amiga. Beijinhos. Manuel

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Todos procuramos o Caminho, mas a Luz que o ilumina só vem dum lugar.
É bom que O encontremos e O conheçamos.

Beijo
SOL

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios