domingo, 14 de janeiro de 2018


Mostra-me

 Mostra-me 
quem eu sou aos teus olhos ,

nessa luz penetrante do teu olhar 
revela-me o interior da minha alma 
nesse olhar profundo cheio de amor 

faz de mim um eterno servo ,
mostra-me as feridas que devo curar 
as faltas que que devo extinguir 

os defeitos que devo corrigir 
modifica-me,purifica-me 
livrai-me deste peso 

para que me possa arrepender 
do fundo do meu coração 

possa sentir o teu profundo perdão,
essa força radiante vivificadora 

que ecoa tão preciosa aspiração
irresistível incontestável luz 
fortificadora do meu ser ,
anjo de paz .

vigilante que me conduz
instala-se no meu ser anunciando 
sublime perfeição interior 

encantado conservo seu olhar 
fielmente sigo revestido de luz 

despertando sentimentos 
intimamente disponível sem esforço 

florescendo num silêncio humilde
embebido no teu perfume resisto 

ás fraquezas do meu corpo 
venerando todo o teu amor 
meditando na grandeza da tua luz 

despertando na minha alma 
um oásis cheio de novos impulsos 
feito estímulos de amor impelidos 
pela serenidade fortificadora do teu doar  

progrido fielmente guiado pela tua  luz
veni sancte  spiritus 
zelar pela minha  existência 

Emanuel Moura... 

Amado filho  em dois mil e dezoito
com certeza Deus fará um milagre
Aquele milagre que somente o amor
de Deus pode fazer.

Força, fé, saúde, coragem e Deus. 
Obrigada pela sua gentil visita e comentário.

10 comentários :

Roselia Bezerra disse...

Ola, querida amiga Evanir!
Uma poesia linda do nosso amigo que tem alma pura e coração de ouro ...
Sejam ambos felizes e abencoados!
Bjm de paz e bem

Larissa Santos disse...

Parabéns,muito bonito!:))


Hoje:- A chave...numa insana desorientação.
.
Bjos, boa noite

Sandra Figueroa disse...

Bellas tus letras.....un gusto leerte....saludos

Graça Pires disse...

Muito belo, o poema de Emanuel Moura. Que tenha uma semana abençoada, Evanir.
Um beijo.

Cidália Ferreira disse...

Amei a postagem. Parabéns!!

Beijos e uma excelente semana

Luísa Fernandes disse...

https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
Que aroma suave
Encontras em mim?...
Não sou jardim nem flor
Nem caule nem folha…
Queria ser um anjo,
Poder ir mais além
Bem juntinho de si…
Não sou coisa nem outra
Sou apenas alguém
Que tem carinho por ti…
Quem dera remédio tivesse
E sarasse tua dor
Que mal jamais houvesse
E transbordasse só amor…
Mas quem sou eu afinal?...
Apenas ser humano
Que vagueia aqui e ali,
Semeando amor e carinho
Que tenho dentro de mim…
Sem varinha de condão
Nunca pode haver magia,
Façamos preces a Deus
Que haja paz e alegria…
Tal profecia não tenho
Apenas espalho carinho
Algo que Deus me deu
Como se fosse pergaminho.
Beijinho querida Evanir,
Com ternura e amor!!
Luísa Fernandes

CHARO disse...

Una bonita entrada. Hoy te agradezco tu paso por mi blog y tu comentario.Besicos

emanuel moura disse...

Querida mãe por mais palavras que eu posso escrever ,jamais conseguirão exprimir todo o agradecimento que lhe tenho ,todo o amor e carinho ,pois serão somente mais algumas palavras entre tantas que já lhe escrevi ,mas a verdade é só uma querida mãe ,você está sempre estará presente no meu coração ,muito obrigado por tudo ,que Deus cuide e ilumine sempre a sua vida minha querida mãe que muito amo e estimo .

Lu Dantas disse...

Que poema lindo!!! ;)

Beijos!

https://ludantasmusica.blogspot.com.br

BETONICOU disse...

Lindo Evanir! Profundo e todo poesia . Desculpe a ausência. Deixo aqui meu carinho . Beijos

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios