sábado, 1 de abril de 2017

*Marcha*

As ordens da madrugada
romperam por sobre os montes:
nosso caminho se alarga
sem campos verdes nem fontes.
Apenas o sol redondo
e alguma esmola de vento
quebram as formas do sono
com a ideia do movimento.

Vamos a passo e de longe;
entre nós dois anda o mundo,
com alguns mortos pelo fundo.
As aves trazem mentiras
de países sem sofrimento.
Por mais que alargue as pupilas,
mais minha dúvida aumento.

Também não pretendo nada
senão ir andando à toa,
como um número que se arma
e em seguida se esboroa,
- e cair no mesmo poço
de inércia e de esquecimento,
onde o fim do tempo soma
pedras, águas, pensamento.

Gosto da minha palavra
pelo sabor que lhe deste:
mesmo quando é linda, amarga
como qualquer fruto agreste.
Mesmo assim amarga, é tudo
que tenho, entre o sol e o vento:
meu vestido, minha música,
meu sonho e meu alimento.

Quando penso no teu rosto,
fecho os olhos de saudade;
tenho visto muita coisa,
menos a felicidade.
Soltam-se os meus dedos ristes,
dos sonhos claros que invento.
Nem aquilo que imagino
já me dá contentamento.

Como tudo sempre acaba,
oxalá seja bem cedo!
A esperança que falava
tem lábios brancos de medo.
O horizonte corta a vida
isento de tudo, isento…
Não há lágrima nem grito:
apenas consentimento.

( Cecília Meireles )
Força, fé, saúde, coragem e Deus. Obrigada pela sua gentil visita e comentário.

7 comentários :

Elvira Carvalho disse...

Uma excelente escolha.
Adoro Cecília.
Um abraço e bom Domingo

emanuel moura disse...

Muito bom dia querida afilhada ,mais uma vez lhe desejo um abençoado domingo ,hoje neste dia tão especial onde se celebra um momento tão belo como a ressureição de Lázaro ,onde a vida vence morte para alegria de todos nós ,neste lindo caminhar até à Pascoa querida afilhada Deus nos concede a cada dia pequenos milagres que nos fazem renovar a eterna esperança do nosso coração ,mas também nos diz que cada um de nós seja o porto de abrigo ,a esperança no clamor de quem sofre num silêncio profundo neste mundo carente de amor e esperança, como este lindo momento partilhado cheio de palavras tão profundas que é a marcha da vida ,que a vida seja uma alegria independentemente das adversidades ,pois felizes são todos os que possuem um coração cheio de amor e esperança ,que Deus cuide e ilumine sempre a sua vida querida afilhada ,muitos beijinhos no seu coração .

Graça Pires disse...

Cecília Meireles é sempre uma escolha excelente.
Uma boa semana.
Beijos.

Cidália Ferreira disse...

Lindo, lindo!!

Beijinhos
Bom Domingo

Passa pelo meu blogue

Maria Rodrigues disse...

Uma escolha maravilhosa.
Beijinhos
Maria

CHARO disse...

Preciosooooo!!!!!.Besicos

Rosa Mattos disse...

Olá, Evanir querida, bom dia!
Os poemas de Cecília Meireles são um primor. Este é um tanto melancólico e desalentador, mas ainda assim de palavras bem colocadas.

Amiga, espero que esteja tudo bem com você e tenha uma excelente semana.

Um beijo e meu carinho de sempre.♥

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios