domingo, 27 de outubro de 2019

Amor livre, sem amarras

Que o nosso amor seja livre como o vento
Que se liberte das amarras da negligência
Que não escureça como vadio sentimento
Que não sinta a maldade da insolvência
*
Que seja divino como é o teu olhar
Que saiba sair da gaiola da amarração
Que seja iluminado pelo livre sonhar
Que cole as paredes do nosso coração
*
Que seja o sorriso oriundo da felicidade
Que seja como uma andorinha nos beirais
Que seja a pétala da doce verdade
Que amarrado não se sinta jamais
*
Que vivamos juntos num só pensamento
Que o nosso amor nunca se sinta separado
Que mesmo longe em vil tormento
Nos diga que caminhamos lado a lado
*
Que o nosso amor seja puro, verdadeiro
Que voe livremente pelos ares da liberdade
Que do nosso carinho seja doce herdeiro
Que nos ensine como é amar de verdade.

Autor: gil antónio*
Força, fé, saúde, coragem e Deus. Obrigada pela sua gentil visita e comentário.
QUANTAS SAUDADES.

23 comentários :

Giancarlo disse...

Mi piace, complimenti a Gil Antonio.
Buona serata.

Ricardo Valério disse...

Um poema muito bonito escrito pelo poeta gil antónio, pessoa que, tenho o grato gosto de conhecer pessoalmente.
Sem dúvida um poema de amor, maravilhoso

Um domingo feliz

Cidália Ferreira disse...

Uma pérola de poema de um amigo que gosto de ler!

-
O Tempo caminha sozinho...
.
https://imagensquedispensampalavras.blogspot.com/
Beijos. Bom Domingo!

Diná Fernandes disse...

Evanir querida, qto tempo e qta saudade de ti amiga, que bom receber sua linda visita.
Estive afastada da blogosfera por um tempo o Câncer de mama me pegou, fui operada mas já estou bem, graças a o Senhor Deus.

Que bonito poema, tudo que o Gil escreve é realmente belo, uma veia poética que encanta,.


Não some amiga.Me fala da sua saúde? Está bem?
Fiquei imensamente feliz com sua visita

Bjss

chica disse...

Gil sempre inspiradíssimo! Linda poesia! Bom te ver, obrigadão pelo carinho! bjs, chica e fica bem!

Maria Rodrigues disse...

Linda escolha, um poema encantador do nosso amigo Gil
Querida amiga gostei tanto de a ver novamente no meu cantinho.
Espero que esteja tudo bem consigo e com a sua família.
Beijinhos
Maria

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Lindo poema,amiga Evanir! Conheço o poeta Gil e só tem pérolas.

Eu a sigo aqui. Você me segue n meu blog? Responda lá nos comentários,ok?

Você demora a me visitar. Volte mais vezes.

Obrigada pela visita e volte sempre

Beijos sabor carinho e uma nova semana de paz e alegrias

Donetzka


Blog Magia de Donetzka

Nal Pontes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nal Pontes disse...

Que poema lindo do Gil Antônio. Uma doçura de poema. Vale a pena compartilhar. Amo vc Evanir e Deus ainda mais. Bjs querida

Graça Pires disse...

Gostei deste poema de Gil António. Obrigada por partilhar, Amiga.
Uma boa semana.
Um beijo.

Elvira Carvalho disse...

Gostei deste soneto de Gil António. Obrigada pela partilha.
Abraço e uma boa semana

Enrico zio disse...

Qui nel tuo blog leggo spesso cose interessanti.
Felice settimana cara Amica , un abbraccio
enrico

maria claudete disse...

Lindo poema Evanir, que bom poder chegar aqui, estou ativando os blogs que seguia à medida que vou encontrando as pessoas, tive alguns problemas e aos poucos estou retomando o que gosto.Obrigada por sua visita.bjs

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite querida amiga Evanir
Minha doce amiga como é bom lhe ver bem. Poesia muito linda. Uma semana feliz lhe desejo com muita saúde. Carinhoso abraço. ❤❤

Larissa Santos disse...

Ele vai ficar feliz :))

Depois de uma breve ausência (doente), estou de volta. O Gil com muito trabalho, incumbiu-me de vos visitar... Hoje numa passagem rápida. Espero que entendam...

Hoje, do Gil António :-O amor e a sua ausência

Bjos
Votos de uma óptima Noite.

Larissa Santos disse...

Não sou Melissa mas sim Latrissa ;))

A Casa Madeira disse...

Oi Evanir, sempre com lindos versos,
obrigada pela lembrança e visita lá na casa.
Acho que esse ano foi a primeira vez k;
como tens muitos "a viagem" eu visitava os posts antigos.
Boa entrada de mês de novembro.
abçs
janicce.

Daniela Silva disse...

Todo o amor deve ser livre :)

Beijinho grande no coração
danielasilva-oficial.blogspot.pt

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Belo poema do Gil! Parabéns pela postagem muito bonita! Abraço! Laerte.

SOL da Esteva disse...

Uma bela escolha.
Amarras no Amor é o princípio do seu fim.
Belo Poema.


Beijo
SOL

PROFESSORA LOURDES DUARTE disse...

Olá! Matando saudade do seu cantinho lindo!
Que linda poesia! O amor não deve ter amarras, corretíssimo!
A amizade se enriquece com sentimentos bons quando o coração descobre a grandeza fraternal da vida. Hoje domingo, dia de descanso, mas também de visitar amigas e amigos queridos.

Que seu dia de hoje seja marcado por coisas felizes e que em seus lábios esteja o sorriso da felicidade! Um ótimo Domingo.
Abraços

Ailime disse...

Boa tarde minha Afilhada Evanir,
Muito obrigada pela sua visitinha. Fiquei feliz!
Espero que continue bem da sua saúde.
Gostei do poema de Gil António, poeta que por vezes leio.
Beijinhos de luz e paz no seu coração.
Com o meu carinho e amizade.
Ailime

Zilani Célia disse...

OI EVANIR1
BOM ESTAR AQUI E LER ESTE LINDO POEMA DO GIL QUE SEMPRE NOS BRINDA COM TEXTOS ESPLÊNDIDOS.
BOM TAMBÉM RECEBER TUA VISITA.
ABRÇS AMIGA
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios