sábado, 25 de fevereiro de 2017


Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Às vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.
William Shakespeare.

Força, fé, saúde, coragem e Deus.
Obrigada pela sua gentil visita e comentário.

11 comentários :

emanuel moura disse...

Bom dia minha querida afilhada ,muito bela a sua partilha ,palavras envolventes que nos fazem acreditar que viver é ter esperança e amor ,pois nada somos perante a vida de deixarmos de acreditar ,um soneto cheio de interpretações mas certamente de uma enorme profundidade que nos faz viajar por momentos através do tempo ,querida afilhada desejo-lhe um abençoado domingo ,muitos beijinhos no seu lindo coração.

Helena Medeiros Helena disse...

O ser amado terá por certo, sempre, mais beleza do que tudo de mais belo pode existir. É a força deste sentimento chamado AMOR, que muitas vezes atribui certezas a algo feito de incertezas... E o grande Shakespeare a nos enlevar nos seus eternos poemas de amor!
Minha querida, como anda o teu Carnaval? Animado? Ou tu és como eu que busco o recolhimento, a paz e o sossego nestes dias tão conturbados pelas ruas, onde muitas vezes os foliões se acham no direito de incomodar quem não se importa tanto com as fanfarronices atribuídas à época?
Hoje à tarde teremos um saudável bloquinho de Carnaval a desfilar pelos terrenos das nossas casas de assistência, onde meus velhinhos e meus pequerruchos, integrados em laços que unem um presente de muitas esperanças e um futuro já concretizado (minhas crianças e meus idosos), estarão a cantar as deliciosas marchinhas criadas em outros Carnavais... Aquele onde as famílias formavam blocos para desfilarem pelas ruas do bairro onde moravam. Lembro-me que ainda criança ficava encantada com tudo aquilo. E com meus pais aprendi as marchinhas mais bonitas que hoje à tarde farão a alegria do meu coração no nosso gostoso Carnaval lá das casas de assistência.
E assim serão passados estes dias, minha querida amiga, no convívio dessas pessoas maravilhosas e no sossego da minha casa lendo um bom livro ou ouvindo uma boa música, para na quarta-feira de cinzas recomeçar as atividades lá na clínica.
Espero, meu anjo, que as horas te cheguem embalando sorrisos nas asas de anjos enfeitados de estrelas, e depositem nas tuas mãos um carinhoso beijo desta que muito te gosta,
Leninha

CHARO disse...

Has sabido elegir muy bien al poeta de hoy.Besicos

ClickseRabiscos disse...

O amor declamado em sua plenitude onde o poeta nos mostra a grandeza desse nobre sentimento que não fenecerá no coração dos eternos apaixonados
Bom feriado de carnaval e se gostares da festa aproveite a folia
Um abraço

Graça Pires disse...

Uma semana abençoada, Evanir.
Beijos.

Enrico zio disse...

Un affettuoso abbraccio cara amica. Felice giornata
enrico

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela poesia...Espectacular....
Cumprimentos

Odete Ferreira disse...

Linda partilha, Evanir.
Desejo que esteja tudo bem com você.
Bjinho :)

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, lindo poema de amor, revela o seu bom sentimento.
AG

A Casa Madeira disse...

Versos belos nunca se perdem.
Bom começo de março.
PAZ E BEM.

Maria Rodrigues disse...

Belíssima escolha.
Beijinhos
MAria

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios