segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Quando idosos olhos choram de saudade

Vive-se o tempo que escorrega sem se ver
O ontem é passado daquilo que se viveu
Eram sorrisos todo o tempo da vida viver
Nem me recordo se no ontem existiu o eu

Viveste em mim. Foste luz de inspiração
Que deixei apagar no seio do pensamento
Desculpa não te ter guardado no coração
Guardando-te nas folhas do esquecimento

Vive-se esse tempo que passa numa ilusão
Tantos amores, juventude, sentida leveza
Trocam-se ilusões por mágoas no coração
Lembram-se amores na fonte da incerteza

Vive-se a vida que de nós foge sem tempo
Chega a noite, afasta-se a luz da claridade
Não há amanhã, apenas existe o momento
Quando idosos olhos choram de saudade.
....................
Publicada por Ricardo- águialivre .
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.com.br/
Eu postei imagem de idosos felizes aqueles ,

Aqueles que a dor não bateu a sua porta 
Aqueles que vivem uma felicidade plena
de um amor que o tempo não apagou.
Tenho visto o abandono de muitos idosos
de jovens que despreza seus velhos.
Como se o tempo não fosse chegar para si também.
Ainda não cheguei nessa fase mas 
quem não teme o futuro ....
Nunca deixe as lagrimas cair dessas faces sorridentes e felizes.
Minha homenagem a todos que passou 
pela  juventude...
Logo é Natal.
Vamos viver apenas o amor..
Obrigada amigo (Ricardo)
Por nos brindar com tão belo poema..


39 comentários :

Cidália Ferreira disse...

Boa tarde

Fiquei feliz por ver aqui um poema do meu querido amigo e POETA preferido.
Este poema é lindo de morrer.
Parabéns pela sua escolha

Beijos
http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Denise disse...

precious

Dilmar Gomes disse...

Cara amiga Evanir, eis um belo poema. Aliás o poeta Ricardo é autor de belos poemas.
Um abração daqui do sul do Brasil. Tenhas uma semana abençoada.

piteis da dinha disse...

Oi amiga!
Lindo poema mesmo. No dia que os jovens descobrirem o quanto podem aprender com os idosos, certamente terão uma vida bem mais feliz.
Bjssss amiga e uma semana de paz e abençoada p/vcs

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo Evanir,e como seria bom se todos respeitassem os idosos.
O amigo Ricardo está de parabéns pelo lindo poema.
Bjs amiga,obrigada pela visita e uma ótima semana.
Carmen Lúcia.

Elvira Carvalho disse...

Vim atrás do seu comentário, porque em Agosto perdi todos os meus links e alguns ainda não recuperei. Vou levar agora o seu.
Muito obrigado ao Ricardo pelo belo poema. É bonito, e sobretudo é muito real. Eu sou idosa, tenho quase 70, mas com a graça de Deus não tenho razão de queixa.
Um abraço e uma boa semana.

Manuel disse...

Sentida homenagem a todos aqueles que estão lançadas ao abandono.
É preciso não esquecer que sem eles, que são o passado, o presente e o futuro não existiam,
Boa semana.

Ricardo- águialivre disse...

Olá Evanir

Obrigado de coração. Deixei-me vencer pela emoção.
Que a Paz e o Amor estejam sempre presentes em seu coração
Felicidades

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

A Vida não tem idade
E a idade pouca Vida.
Abraços, minha Querida,
Nesta nossa paridade.


Beijos
SOL

MARILENE disse...

Um belo poema do Ricardo. Os idosos precisam de carinho e não podem morrer de saudade. Bjs.

Kasioles disse...

Una preciosa entrada que nos hace reflexionar y pensar en ese futuro siempre, tan incierto, para todos.
Yo jamás me olvidaría de mis seres queridos, de hecho los he cuidado hasta el final, pero nunca sabremos lo que harán con nosotros hasta que llegue el día.
Espero que los que me rodean, hayan aprendido el ejemplo y el mensaje que les he dejado.
Repartiendo amor y cariño, haríamos de este mundo un paraíso.
Agradezco mucho tu visita.
Cariños en un fuerte abrazo.
Kasioles

CHARO disse...

Un bonito poema aunque desconozco al autor.Besicos

Karolina , Krystyna , Klara ♥ disse...

Greetings from Austria ♥

Ghost e Bindi disse...

Olá querida Evanir. O mundo é mesmo cruel com quem é fraco e doente. Com os deficientes físicos, os idosos, os pobres, todos os que não se enquadram no protótipo que a sociedade chama de belo, forte, bem sucedido. Ainda é o nosso lado animalesco que prepondera, pois na selva, os velhos e doentes são deixados para trás nas manadas de animais. Eles, tem justificativa para assim proceder, pois além de irracionais, enfrentam a ferocidade da selva. Mas o ser humano já deveria ter superado essa fase, o que infelizmente não conseguiu ainda.
Um grande abraço!
Bíndi e Ghost
http://esquinadosversos.blogspot.com

Nelma Ladeira disse...

Lindo poema amiga.
Adorei ler.Parabéns.
Beijos Evanir.

manuela barroso disse...

Olá Evanir, caríssima amiga
Uma brilhante ideia prestar homenagem aos que têm mais tempo, mas mais sabedoria também.
Linda poesia para ilustrar este momento, parabéns por esta postagem tão oportuna como bela
Beijinhos!

Vera Lúcia disse...


Olá Evanir,

Um poema nostálgico e até triste, mas muito lindo. Parabéns ao Ricardo!
Na verdade, a vida foge de todos nós a cada segundo, independente da idade. Só que para os idosos, que muito já viveram, sorriram e sofreram, as saudades pesam com maior força. O importante é viver bem a vida para desfrutar de uma velhice plena de belas lembranças.
Todos seremos idosos um dia, a menos que sejamos chamados por Deus antes desta fase da vida.
Os idosos merecem todo nosso respeito, carinho e consideração, e são detentores de ricas experiências e sabedoria, que apenas nos enriquecem se desfrutamos de sua companhia.

Felizes dias.

Beijo.

Nal Pontes disse...

Oi Evanir, um poster gostoso e lindo de se ver. Parabéns pelo blog. Um bom dia pra vc amiga querida e preciosa. Amo vc. Bjs

Simone Felic disse...

Oi Evanir
Lindo poema, o amor que dura tanto tempo assim, é um exemplo]para os jovens de hoje.
beijinhos e boa semana.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Bell disse...

Eles tem tanto para nós ensinar.

bjokas =)

Margareth Gervason disse...

Linda msg quelida.
Obrigada pelo carinho de sempre.
Obrigada por visitar meu blog
Tenho uma ótima 3ª feira!
Beijos Coloridos!♥♥♥

Guaraciaba Perides disse...

Quando Cristo foi crucificado murmurou ao Pai "Perdoa-os pois eles não sabem o que fazem "...assim os jovens quando não respeitam os mais velhos; eles não têm a noção de que o tempo corre mais depressa do que possam imaginar . Falta a noção da amplitude da vida.
Um abraço

Ana Freire disse...

Um post belo e tocante!...
Mais do que em qualquer outra fase da vida... é nesta, que mais precisam do carinho e apoio da família... e normalmente, é quando a família menos dispõe do seu tempo para eles...
Um beijo imenso, Evanir! Agradecendo suas visitas e palavras carinhosas, por lá no meu canto...
Continuação de uma boa semana, e uma excelente recuperação de seus problemas de saúde...
Ana

Mariusz from Nowy Sacz disse...

Today I see a lot of sensitivity to your blog.

Maria Luisa Adães disse...

Agradeço o poema
a lembrança dos idosos
e a beleza humana!

E também nada esqueci e não vou esquecer
e talvez ainda volte ao Brasil...
Mas o futuro não nos pertence
e aguardamos com calma

E se acontecer, aconteceu...
Mas depende da saúde
e isso, de momento... aguardamos!

Que nada nos seja indiferente!

Com ternura envio minha amizade,

Mª. Luísa

Lucimar da Silva Moreira disse...

Maravilhoso texto, os idosos ainda tem muita força, é muito bom ver eles com essas vontade, temos que aprender muito com eles, Evanir linda mensagem beijos.

Clau disse...

Boa tarde Evanir,
O poema é lindo mesmo!
Os idosos, sejam de nossa família
ou não, merecem todo
carinho, atenção, amor
e consideração...
Bjs!

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Lindo poema de amor. Versos capazes de abrir caminhos com novos horizontes. Parabéns pela criação poética.

Nina Filipe disse...

Minha querida Evanir, a vida é como as ondas do mar revolto, de quando em vez trás para a praia tudo o que um dia roubo há terra, mas quando devolve já vem inerte.
O tempo que passa por cima de nós também nos vai deixando inertes, e aí as lembranças aparecem mas desaparecem com mais velocidade daí a razão que nos vamos afastando e vamos dizendo amanhã faço, amanhã vou e quantas vezes esse amanhã nunca chega, tem outras que chega tarde mas sempre vai chegando.
O gozo e a felicidade de se ter tido um amigo mesmo que virtual, que afinal até é real só que distante e por detrás de uma tela, esse gosto nunca nos vai ser roubado e vamo-nos sempre lembrando com muito carinho(se gostamos dele)...com mágoa se não gostamos, mas nós mesmo que menos agora mas sempre nos lembramos.
Foi por lembrar de si que aqui estou para desejar um santo e feliz natal, mas não devemos lembrar só no natal uma vez que o natal...É SEMPRE QUE UM HOMEM QUISER.
BEIJINHOS DE LUZ E MUITA PAZ.

ClickseRabiscos disse...

Que belo poema!
Todos nós estamos caminhando para esse estágio da vida.
Que as nossas lembranças sejam belas e marcantes e que o respeito por nossa condição não seja uma imposição e sim uma questão de caráter.
Um bom domingo para você
Um abraço

Vikee disse...

Nice post

Love Vikee
www.slavetofashion9771.blogspot.com

Ailime disse...

Boa noite minha querida Afilhada Evanir,
Como tem passado'
Desejo que esteja bem.
Adorei os dois poemas ! Os idosos merecem o nosso maior respeito e carinho e de toda a sociedade!
Nos tempos que correm a maioria dos idosos são esquecidos e abandonados nos lares e outros ficam sós ou abandonados nos hospitais.
Muito triste o que está acontecendo. Temos que ajudar a inverter esta situação cuidando bem dos nossos idosos. Os poemas retratam bem esta triste realidade.
Desejo-lhe uma semana abençoada.
Beijinhos de luz e paz no seu coração.
Ailime

Zilani Célia disse...

OI EVANIR!
UM BELO POEMA DO RICARDO, COM MUITA VERDADE TAMBÉM.
ABRÇS PARA TI E SAUDADES.

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

BETONICOU disse...

Oi Evanir ! Desculpe o sumiço ! vida corrida , algumas ruas trancadas, mas vamos vivendo e abraçando a felicidade ... Adorei o poema ! lindo e singelo. de uma leveza amorosa ... beijosss

BETONICOU disse...

E Evanir esqueci de mencionar o contexto reflexivo deste belo texto...forte e com alma leve ... beijos

Graça Pires disse...

Um poema muito sensível do Ricardo. Gostei muito.
Um beijo.

Jaime Portela disse...

Gostei imenso do poema do Ricardo.
E das suas palavras também.
Evanir, tenha uma boa semana.
Abraço.

emanuel moura disse...

Boa noite querida afilhada cá estou eu depois de uma semana cheia de saudades de aqui estar ,pois um momento delicado onde merece ter uma profunda reflexão ,que o novo nunca se esqueça que um dia será velho ,e lembre-se que o velho também um dia foi novo ,infelizmente tanta falta de amor pelos idosos deste mundo ,meus pais com 75 e 73 são e sempre serão amados ,pois sou apenas o reflexo de tudo o que me transmitiram ,muitos beijinhos no coração querida afilhada .

Kasioles disse...

Yo también pienso felicitarte en estas fechas, no podría olvidarme de ti, cuando lo haga, ya tendrás mi correo y podrás contestarme si ese es tu gusto.
Muchas gracias por recordarme.
Te dejo un fuerte abrazo con mis cariños.
kasioles

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios