sábado, 18 de outubro de 2014

Obrigada por sua visita! 
Seu comentário é muito importante para mim. 
Até onde posso, vou deixando o melhor de mim... 
 se alguém não viu, 
foi porque não me sentiu com o coração.

Lágrimas que doem

São minhas lágrimas o arrependimento
Deste amor que te sinto e não controlo
Só eu sei o quanto dói neste momento
A solidão que me sufoca, onde me isolo


São palavras, caem como fogo que arde
No meu coração existem fagulhas acesas
A saudade é o meu elixir, nem que tarde
Venhas para me apagar estas labaredas


Neste meu silêncio, tenho nó na garganta
Espero por teu carinho debaixo da manta
Que me limpes as lágrimas, me faças sorrir


Acalma meu coração em momentos precisos
Aclamo por teus carinhos que são decisivos
Nestas lágrimas que me limpas, és meu elixir
***

Cidália Frerreira.

Cidália Ferreira
http://coisasdeumavida172.blogspot.com.br/



Nesta tua bonita paisagem.

Gosto de te olhar enquanto falas de ti.
Descortino a tua vida, vasculho-te,
Nesta tua bonita paisagem límpida e pura,
Onde apenas o vento com carícias vãs te toca.

Olho-te enquanto falas comigo.
Uma luz ilumina o teu rosto sombrio
E se vai, sem deixar vestígios.
Deixando-o só para mim.

Sinto em teu olhar puro,
Uma alma límpida e sem ranhuras.
Vejo um caminho, um destino,
Onde só eu descortino.

E percebo com alegria,
Enquanto desnudo com meu olhar
A tua alma inocente e pura,
Que cheguei aqui justamente pra te despertar.

Mariângela Vieira.

http://mlvieira.blogspot.com.br/


2 comentários :

emanuel moura disse...

Boa noite querida afilhada sempre reconfortante ler tao belos momentos de poesia que delicadamente postou.Palavras doces e delicadas como o coraçao de quem as escreveu querida afilhada.
Afilhada a doçura da sua alma esbanja amor o mais suave perfume que enaltece todo o ser humano que dedica a sua vida em fazer o bem ao proximo ,ter um coraçao grande como o seu que suporta tantas adversidades e ainda mesmo assim transborda tanta alegria e esperança para todos nos e simplesmente maravilhoso ter a sua amizade que tanto me enriquece .Querida afilhada desejo-lhe muita paz,amor e saude ,que Deus continue iluminando a sua vida ,muitos beijinhos no <3 .

Beatriz Bragança disse...

Querida Evanir
Uma escolha muito feliz!
Dois belos poemas!
Obrigada por partilhar.
Um beijinho
Beatriz

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios