quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011


De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera,
Ou se vacila ao mínimo temor.
Amor é um marco eterno, dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante,
Cujo valor se ignora, lá na altura.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.
William Shakespeare

12 comentários :

Secreta disse...

Um bonito poema. Boa escolha a tua :)

Fátima disse...

Aii, sabe tão bem chegar aqui a esse cantinho e ler algo tão inspirador! ;)

Obrigada pela partilha.

Beijo

SAM disse...

Querida amiga,

Mais um texto lindo sobre o amor. Obrigada!

Carinhoso beijo.

Mariazita disse...

Querida Evanir
Shakespeare soube definir lindamente o que é o Amor.
Lindíssimo, este poema.

Ontem mesmo fui à Fonte do Amor e de seguida ao blog da Lindalva. Confesso que fico meio atrapalhada dentro daqueles esquemas :) mas consegui deixar mensagem.
Pensei que o selinho que vc me diz para ir buscar estivesse no Fonte do Amor, mas os selinhos que lá estão na lateral esquerda não se podem levar. Aparece uma janela a dizer NÃO!
Já levei esse que tem aí na lateral, que diz AWARD FONTE DE AMOR e coloquei na Minha Colecção de Selos. Não sei se fiz bem...
Me diga, por favor, se estou errada...

Beijinhos

Pérola disse...

Oi menina bonita rs.
Muito obrigado pela visita ao meu blog,vc ñ disse nenhuma bobagem, realmente eu estou muito bem rs.
Teu blog esta um luxo e de muito bom gosto.
Quanto ao poema,o que eu posso dizer é que falar de amor é muito bom.
Parabéns aos que amam,aos que são amados e aos que vão amar um dia rs
Beijokas minha flor.

Wanderley Elian Lima disse...

Quando o amor se abala , ao primeiro obstáculo, é porque nunca foi amor.
Bjux

Pena disse...

Linda e Preciosa Amiga Poetiza:
"...Seu alfange não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora,
Antes se afirma para a eternidade.
Se isso é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou..."

William Shakespeare tinha toda a razão.
Um extraordinário sentimento do amor.
Concebe textos profundos e maravilhosos.
Parabéns. Excelente escolha.
Há-de existir alguém no seu caminho admirável, dotado de excelentes sentimentos doces e autênticos porque é sublime no que concebe de encantar e fascinar. É gigante de talento.
Bem-Haja, pela sua amizade. É recíproca.
Abraço grato e de respeito pelo que escreve e pela visita.
Sempre a admirá-la

pena

Linda.
Bem-Haja.
Adorei.

Machado de Carlos disse...

William Shakespeare diz tudo. O Amor é um sentimento invencível. Para ele não pode existir tempo, espaço, raça, cor, idade... O Amor existe e ponto final.
Que bom ter uma madrinha como a Márcia e ter os poema de um Everson!
O e-mail seguiu, espero que o receba. Foi com carinho!
Um Grande Abraço!
Beijos!...

Néia disse...

Oi Querida...
Lindo texto onde mostra o amor acima de tudo e a toda prova. Amor supera qualquer obstáculo.
Amei muito.
Beijos

avesemasas disse...

Boa noite Evanir,
este poema é uma sublimação da poesia, lindo!

Excelente escolha!

Beijinho,
Ana Martins

Victor Von Serran disse...

William Shakespeare....como dia Alexandre Dumas...é como o mar !!!

uma imensidão !

obrigado pela visita e volte quando quiser !

http://universovonserran.blogspot.com

Daniel Savio disse...

Tenho de concordar, fato...

Fique com Deus, menina Evanir.
Um abraço.

 
TOPO
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios